Sonhar não faz mal ...my open diary!!

Setembro 04 2007

 

E aqui estou eu... após ter passado 10 maravilhosos dias  longe daqui.
Confesso não ter sentido muitas saudades, tirando a família e amigos, não há muitas mais coisas que me façam sentir saudades de "casa". 
 Não sei porquê, mas estas férias nos USA deram-me muito que pensar. Enquanto lá estava consegui imaginar-me a mudar-me para lá, talvez tivesse sido a minha vida de "nómada" a falar mais alto,  ou talvez seja mesmo, por gostar de lá estar. É um país que conheço razoávelmente bem, pelo menos a costa ocidental, onde tenho amigos, familia, conhecidos e muitas muitas oportunidades de singrar na minha carreira ( sim porque descobri que um Psicólogo por lá, cobra por hora $150, ao contrário dos "míseros" €75 que se faz por cá). Pensei nisso, e contínuo a pensar... por lá têm sempre a vida muito ocupada, pelo menos de segunda a sexta, o que me deixa um bocadinho assustada, mas aqui acaba por ser a mesma coisa, e além do mais sou um ser adaptável, somos todos... vou continuar a pensar...

 Desta vez também vi amigos que há já uns anos que não via, um deles há 9, fiquei feliz por saber que não há distância nem tempo que possa acabar com uma amizade verdadeira, ao falar com ele foi como se nos tivessemos visto há uma semana atrás apenas com mais emoção e coisas para contar, foi bom demais revê-lo. Também conheci uma pessoa, adivinhe-se quem... a minha ex-sogrinha, hmm hmm, agora que tudo acabou conheci-a. A senhora ficou deliciada comigo lamentando até ao momento de me vir embora o facto do seu querido filho não ter tido mais juízo... ficou com uma foto minha, para "matar as saudades" segundo ela mesma.

 Passeei, diverti-me e por incrivel que possa parecer, não comprei ( tanto como de costume), senti-me a "bad shopper", de repente vi-me no meio de tantas lojas, tantas coisas, e no entanto apesar de ver coisas realmente giras, não senti necessidade de comprá-las, em vez disso dediquei-me mais a fazer compras para a minha afilhada que está aí a vir ( já só falta um mês)  :) .
Conheci gente gira e divertida que me proporcionou muitos momentos de valentes gargalhadas. Também conheci jovens bem parecidos, situação essa que me deixou com a sensação de "estou a ficar velha" , porque apesar de estar em total posição para curtes e coisas do género, também não senti essa vontade de estar com alguém por um dias e depois bye bye sugar... nahh, já não me apetece isso.
Tive umas situações engraçadas por lá, esqueci-me completamente que aquela gente é como as galinhas, tudo para eles acaba cedo, eu com o meu horário europeu, resolvi aparecer numa festa á qual me tinham convidado ás 23h, tudo muito bem, cumprimentei as pessoas que conhecia, peguei numa bebida, comi e ás (exactamente) 23h30 a festa acabou, não estava mesmo á espera que uma festa que começou ás 7 da tarde acabasse ás 11 da noite. Foi a festa mais curta á qual já fui.
Da outra vez, estava eu, chique e glamurosa para sair á noite ( desta vez a horas), meti-me na fila para a disco  muito divertida sempre sem prestar atenção ao que se estava a passar no inicio dela, quando chega a minha vez diz-me o porteiro : " ID please" , e a minha cara foi qualquer coisa como " what ???!!!  how could I forget that !! ", bati um coro ao porteiro , com aquela história de vir do estrangeiro e não saber, e ele deixou passar, mas o senhor policia que tinha estado atenciosamente a ver a nossa conversa,  quando já ia eu a rebolar o meu rabo para entrar, disse-me muito gentilmente: " miss, can u step up for a minute please", só tive tempo para pensar, pronto, agora é que estou feita, voltou a pedir a identificação tentei o mesmo coro, não pegou... voltei para casa, mas não desisti, peguei na minha tão desejada ID e fui esfregá-la na cara do senhor policia, coisa á qual ele me disse muito divertido " good girl, please enjoy your night", e pronto lá consegui eu entrar...

Bons momentos, que chegaram ao fim, com a melhor companhia de viagem que já tive. Conheci uma jovem no avião para amsterdão, de nome Daina, divertidissima, foram as 8h mais divertidas que já tive dentro de um avião. São pessoas assim que nos dá prazer em conhecer, e de  tornar viagens destas totalmente inesquecíveis...
 E agora, agora é voltar a pôr as mãos á obra de novo...acabou-se a boa vida!!

 

publicado por the biggest dreamer às 17:13
Tags:

Confesso amiga que a inveja mata, mas senti-a por ti, mas era saudável. Tenho muita vida para viajar pelo Mundo, conhecê-lo na mais interessante dos pormenores, mas até lá limito-me a ler cadernos de viagem, histórias que nos prendem, nos fazem rir e ter vontade de sair desta casa, desta terrinha e ir para muito longe. Eu sei que te divertiste imenso, mas agora que te sirva de lição, porque o bem bom não acaba se nós quisermos...


Tudo e psicológico infelizmente xD

Obrigado pelo comentário ao meu blog, a mudança faz-me bem ;)

Beijinho e boa semana*
David a 7 de Setembro de 2007 às 12:55

mais sobre mim
Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
22

23
24
25
28
29



pesquisar
 
blogs SAPO