Sonhar não faz mal ...my open diary!!

Setembro 30 2007

                                         

 

Ando á procura da felicidade... não que não seja feliz, mas uma felicidade mais completa talvez... 
Na verdade, o que quero dizer, é que preciso de coisas novas na minha vida. 
 Preciso de entrar numa nova fase, e sinto que a altura é esta... Eu sei que essa mundança está para breve, por motivos obvios, acabo o curso, começo a trabalhar, arranjo casa, essas coisas básicas que toda a gente quer... Mas eu quero mais do que isso. O nascimento da minha afilhada, fez-me perceber que já está na altura de ter alguém certo, alguém que cuide de mim e que eu possa cuidar, alguém estável, alguém para sempre... há quem diga que ainda sou nova para pensar nisso, talvez seja, mas quem disse que a idade tem a ver com isso, e quando dizem: "ainda tens muito que viver"...sabem eles o que já vivi com estes meus 26 anos, já fiz quase tudo, e o que não fiz, posso com certeza fazê-lo se tiver alguém. Cansei-me de curtir, cansei-me de ter relações ( se é que se podem chamar assim) que não levam a lado nenhum, que não são mais do que perda de tempo, já que delas não provém nada de bom, simplesmente cansei-me. 
 As minhas amigas já perguntaram até quando durará este meu estado celibatário, e quando respondo: "até quando encontrar a pessoa certa", riem-se, não acreditam que esteja a falar a sério. Normal, afinal estão acostumadas com aquela menina que demorou um ano a esquecer um namorado, e depois de o ter esquecido teve de lidar com a ausência súbita de outro, aquela menina que quando se apaixona se entrega por completo sem pensar se o amanhã há de vir, e que se vê alguma presa que lhe agrade ( coisa que se tem vindo a tornar rarissima) ataca sem dó nem piedade, usa abusa e deita fora. Mas isso faz parte do passado, há já uns tempos que tem vindo a ser assim, ainda tentei lutar contra isso, fingir que não estava a mudar. Mas agora já não dá, é oficial... não dá mais. 
 Está na hora de ter a minha própria casa, o meu próprio canto, o meu salário, a minha vida...já não dá para continuar a fingir que sou criança e que não sei das coisas, já não dá para depender do papá, por muito que ele queira que isso continue.Não, não imagino que seja fácil começar uma vida, mas como já é sabido de obstáculos não tenho eu medo, as dificuldades não me assustam ( ok, se calhar nunca passei por elas, mas ainda assim), sou forte, e não são as pequenas tempestades da vida que me abatem, podem fazer-me estremecer, mas não me deitam ao chão.
 Vou continuar á procura de realizar os meus sonhos, e correrei atrás da felicidade e sei com toda a certeza que irei alcança-la...

publicado por the biggest dreamer às 01:17

Pois é... como te entendo!!! Não que eu tivesse a mesma dose de loucura que tu e precisasse agora de "assentar", não, de longe... Mas entendo a vontade de depender apenas de ti, com o teu salário, casa, o teu cantinho e.. aquela pessoa, que está sempre ali, que ri e chora connosco, que elogia e critica, que vive as nossas alegrias e vive as nossas tristezas.. fartas daqueles que riem connosco e fogem quando é altura de limpar as lágrimas... Quanto ao teu estado celibatário, deixa meter aquele gato à tua frente e depois conversamos ;)

Beijito
Bruna a 2 de Outubro de 2007 às 14:35

mais sobre mim
Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
22

23
24
25
28
29



pesquisar
 
blogs SAPO